É comum hoje as pessoas consumirem comida sem glúten. Mas será que todos precisam dessa dieta? Antes de adotar o modo de vida sem glúten é preciso obter um diagnóstico certo. Veja as principais causas que justificam a eliminação desse nutriente da sua alimentação. Segundo dados da Associação Americana de Gastroenterologia, uma em cada 133 pessoas sofre da doença celíaca, uma patologia autoimune congênita que causa danos ao intestino delgado quando o doente ingere glúten. Estima-se ainda que um grupo maior de pessoas apresente a chamada “sensibilidade não celíaca ao glúten”, que pode produzir sintomas semelhantes.

Outro detalhe, algumas pessoas apresentam alergia ao trigo diagnosticada por médico. Nesses casos, a resposta alérgica verdadeira ao trigo, que contém glúten, pode incluir sintomas dermatológicos, respiratórios e gastrointestinais. Agora se você não apresenta sintoma algum você pode optar por evitar a ingestão de glúten. Só não esqueça, consulte um médico ou nutricionista antes da decisão. Até porque, diariamente, nós obtemos nutrientes e fibras de produtos que contêm glúten, como cereais e pães. E sem uma substituição cuidadosa, a retirada do glúten da dieta pode causar danos à saúde.


Fonte: Exame