Ser chefe é uma das últimas metas de carreira do brasileiro. De acordo com o estudo da EY feito em todos os países do BRIC, bloco formado por Brasil, Rússia, Índia e China, no Brasil, a meta de chegar a um cargo de chefia ficou em sétimo lugar na lista dos principais objetivos de carreira dos profissionais entrevistados pela consultoria.

A pesquisa apontou que os brasileiros querem um emprego que ofereça qualidade de vida, segurança financeira e que sirva a um propósito maior. Chegar a um cargo de liderança não seria prioridade. O mesmo não acontece nos outros países analisados. Na China e na Índia, por exemplo, a meta de ser líder ou gestor de pessoas está na segunda e terceira posições, respectivamente.

Por outro lado, os brasileiros tendem a valorizar oportunidades profissionais que garantam elevados ganhos no futuro e que forneçam, portanto, um claro plano de carreira.


Fonte: Exame