Não é brincadeira. Os quilinhos a mais na região do abdômen podem afetar diretamente a saúde do seu coração. Ou seja, a obesidade vai além de um problema estético. O perigo é que o tecido gorduroso acumulado na região da barriga colabora para a produção de substâncias inflamatórias que estão por trás de males cardiovasculares, como aterosclerose e o infarto.

Detalhe, um indivíduo com sobrepeso, mas com gordura central, sofre mais danos do que o obeso. O conselho para afastar o perigo é manter o peso saudável com o hábito de uma alimentação saudável recheada com frutas, hortaliças e grãos integrais, praticar exercícios físicos regularmente e uma atenção especial ainda deve-se ter sobre a medida da cintura, que não deve ultrapassar 88 centímetros na altura do umbigo.


 

Fonte: Abril