O ômega-3 há muito tempo é considerado o protetor do coração. O seu consumo reduz a absorção de LDL, o colesterol ruim, e faz com que o HDL, versão do bem dessa molécula, apareça em quantidade maior. Com isso, a obstrução das artérias e o surgimento de doenças cardiovasculares são prevenidos. No entanto, a ciência tem mostrado que incluir o ômega-3 no cardápio diário ajuda a enfrentar diversas doenças, além da cardiologia.

Entre os benefícios do ômega-3 estão a prevenção da obesidade, pois trata-se de um grande aliado para evitar o aumento do peso; a potencialização das funções cognitivas em crianças e adultos; a prevenção da degeneração macular, além da capacidade de impedir a degradação das fibras musculares e a perda de massa muscular que previne artrite reumatoide e diversos tipos de câncer.

De acordo com a pesquisa da universidade de Indiana, nos Estados Unidos, outro ganho importante para quem consume esse nutriente é o auxilio nos transtornos do humor e alcoolismo. O estudo mostrou que ratinhos bipolares alimentados com óleo de peixe, rico em ômega-3, deixaram a depressão e, quando submetidos ao estresse, não tiveram crises de euforia.


Então, fica a dica. Coloque o ômega -3 no seu cardápio todos os dias e viva melhor. Você pode encontrar esse nutriente em grande quantidade através de peixes de água fria, como sardinha, salmão e atum. Também através de grãos como a linhaça, nozes e no óleo de canola.