Geralmente a expressão “espiritualidade” não faz parte de termos comuns ao mercado de negócios, como cálculos, cifras, planilhas e rendimentos. Mas será que é possível adotar a espiritualidade como conhecimentos fora da ordem prática para gerenciar empresas? Tanto a filosofia cristã, quanto as demais religiões garantem que sim. Ou seja, siga os conceitos espirituais a seguir e transforme sua carreira ou negócio numa ferramenta poderosa rumo ao sucesso.

  • Visão generosa. Tenha um olhar diferente para os acontecimentos da vida. Geralmente, ao abrir um negócio, as pessoas tendem a pensar no que elas vão ganhar. O ideal é expandir a visão e pensar no ganho de todos. Um sistema circular; a prosperidade do outro é a sua prosperidade.
  • Inteligência emocional. É fundamental não deixar que as emoções tomem conta no trabalho, fazendo uso de técnicas como autocontrole e concentração de energia. Aprender a ouvir os companheiros de trabalho é importante para a circulação de energia nos negócios.

  • Regra dos negócios. As pessoas procuram emprego já preocupadas com o que a empresa tem a oferecer. Mas o pensamento deve ser o inverso. O que eu tenho para oferecer ao mercado? O que quero compartilhar? Características como entusiasmo também devem entrar na lista.
  • Em paz. O estado de shalon significa aceitar o que tenho. Mas não confunda com conformismo, muito pelo contrário. É tempo do agora. Ou seja, não adianta queixar-se que a empresa vai mal, se você não faz nada para transformar.

Fonte: Terra